Nutrição – ESSPS

Educação Nutricional & Doenças Associadas

Alimentos proibidos na nossa alimentação Maio 8, 2008

Filed under: alimentação saudável,Escolhas saudáveis — carinarocha @ 9:50 pm

Se queremos preservar a juventude ou pelo menos “entrar” na terceira idade em forma, devemos ter cuidado com o que comemos ao longo da nossa vida. Se eliminarmos determinados produtos da nossa alimentação estaremos desde já a contribuir para uma vida mais longa e saudável. Aqui fica uma lista de alguns alimentos a eliminar!

 

Sal

Deve ser consumido em quantidade muito reduzida. De preferência eliminado, já que a maior parte dos alimentos possui sódio. O seu consumo pode provocar o aumento da tensão arterial e altera a fisiologia renal (a forma de trabalhar dos rins).

 

Açúcar

Provoca glicação (junção dentro das células do açúcar com as proteínas), o que ajuda à formação da diabetes e ao aumento de peso. Encontra-se em quase todos os alimentos, sobretudo na massa e no arroz muito cozidos. Evite a batata, a abóbora e a cenoura cozida, já que o seu açúcar entra rapidamente no sangue, provocando a diabetes e acumulação de gordura.

 

Margarina

É um dos raros alimentos que se desconhece a configuração espacial. O seu consumo pode provocar doenças gravíssimas, nomeadamente colesterol e problemas cardiovasculares.

 

Pão branco

Como actualmente o pão é produzido tendo por base a trituração em demasia dos cereais, o que provoca a entrada rápida de glicose no sangue, ajuda ao aparecimento da diabetes e à produção de gordura.

 

Fast-food

Tem tudo o que acarreta de maléfico, desde as gorduras hidrogeneizadas ao excesso de ómega6. Para além de engordar, injectar gordura no sangue e poder entupir as válvulas do coração, acelera o envelhecimento, aumenta a tensão arterial, devido ao excesso de sal e antecipa os problemas cardiovasculares, para além disso, tem carência de todos os outros nutrientes fornecidos por uma alimentação saudável e variada.

 

Fritos

São a excepção à regra. Podem ser comidos em época de festa e de preferência feitos em azeite. Provocam colesterol, engordam e antecipam os problemas cardiovasculares.

 

Enchidos

Nem sempre nem nunca. Se forem feitos com carne de qualidade podem ser comidos excepcionalmente. O fumo em que são curados pode provocar problemas cancerígenos.

 

Cerveja

Possui maltose, um açúcar de malte formado por duas moléculas de glicose, que excitam demasiado o pâncreas. Se bebida às refeições «dá» ordens ao fígado para transformar tudo em glicose, o que faz engordar. Deve ser bebida nos intervalos das refeições e só de vez em quando.

 

(Retirado da revista ÚNICA do Expresso nº1831 Dezembro de 2007)
 

Especiarias mais usadas na cozinha Abril 17, 2008

Filed under: alimentação saudável,Escolhas saudáveis — analmeida @ 10:48 am

       Na alimentação portuguesa, um dos grandes problemas é o excesso de sal que se adiciona aos alimentos. Combater esse excesso é essencial para gozar de uma alimentação saudável. Assim, a substituição de, pelo menos, parte desse sal por algumas especiarias ajudará no combate a doenças, como a hipertensão. Se não conseguir erradicar totalmente o sal da sua alimentação, faça-o progressivamente. Fique a conhecer algumas destas e as suas utilizações mais frequentes.

 

Nome

Parte da planta utilizada e particularidades

Usos mais comuns

Açafrão

Estigmas da planta não maduros e secos

Sopas, pratos de peixe, caldeiradas, arroz, paellas e certos molhos

Baunilha

Vagem seca

Leites aromatizados, batidos, sobremesas à base de leite, certas massas de bolos e cremes

Canela

Casca do tronco da caneleira. Usa-se em bocados ou reduzida a pó

Bolos e doces com características regionais, certas variedades de pão, chocolate, sangria, café e como elemento de decoração de bolos e de certos doces (arroz-doce, farófias, etc.)

Colorau ou pimentão

Polpa do pimento doce maduro, seco e reduzido a pó

Guisados, ensopados, carnes de porco, bacalhau e certas sopas de peixe

Coentro

Sementes

Marinadas, vinagres aromatizados, conservas de legumes, licores (em grão)

Cominho

Sementes

Carnes de porco, tripas (depois de cozinhadas), marinadas para caça, licor

Cravo-da-Índia, cravinho, ou cravo-de-cabecinha

Botões da flor depois de secos

Caldo de carne, marinadas, molhos doces e salgados com vinho e cerveja, vinagres e vinhos aromatizados (sangria), salsicharia e certas massas de bolos

Erva-doce ou anis

Sementes

Pães especiais, doçaria, castanhas, bebidas, cozinha exótica

Funcho

Sementes

Sopas de peixe, saladas, marinadas para caça, licores, bolos e pães

Gengibre

Rizomas: usa-se fresco ou seco

Bebidas, cozinha chinesa, cozinha inglesa, certas sopas de peixe, compotas e bolos secos, mistura de especiarias

Louro

Folhas secas de loureiro ou reduzido a pó

Caldo, molhos, guisados

Mostarda

Grãos (mostarda branca), Grãos (mostarda preta), inteiros ou reduzidos a pó

Soufflés, purés de batata, pâtés, marinadas, vinhos quentes e pastelaria exótica ou de características regionais

Noz-Moscada

Grãos da moscadeira desengordurados por meio de água de cal (ou leite de cal)

Soufflés, purés de batata, pâtés, recheios, marinadas, vinhos quentes e pastelaria exótica ou de características regionais

Paprika

Pimento maduro, seco e reduzido a pó (pimento cultivado na Hungria)

Mistura de especiarias, molhos, pratos de queijo, guisados, sopas, pratos de carne (caracteriza a cozinha húngara)

Pimenta

Grãos da pimenteira. Usam-se a preta, a branca e a verde. A branca é a preta a que se tirou a casca depois de seca. Para esta utilização, escolhem-se normalmente as variedades maiores

Mistura de especiarias e, de um modo geral, em todas as preparações culinárias. A verde utiliza-se especialmente em molhos para carnes

Piripiri

Fruto fresco ou seco, maduro ou verde, ao natural ou conservado em azeite ou em vinagre, seco e maduro reduzido a pó.

Cozinha africana, asiática, caldeiradas, cabritos, carnes de porco assadas e frango

Adaptado de “As Receitas Escolhidas” de Maria de Lourdes Modesto